Síndrome dos Ovários Policísticos tem cura? Entenda essa condição

You are currently viewing Síndrome dos Ovários Policísticos tem cura? Entenda essa condição

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) afeta terrivelmente as mulheres. E diante dos maus que produz ao corpo feminino, uma das principais dúvidas é saber se essa condição tem cura.

A SOP é uma síndrome que atinge de 6% a 10% da população feminina. Ela desestabiliza os hormônios corporais e causa sintomas extremamente irritantes. Alguns, até perigosos.

Essa doença faz surgir cistos em diversas partes do ovário. Porém, é importante deixar claro que a síndrome dos ovários policísticos difere do ovário micro policístico, e é diferente também do cisto do ovário.

Vamos compreender mais sobre essa condição? E também respondo abaixo se a síndrome dos ovários policísticos tem cura. Confira!

Qual a diferença?

Como mencionei, a SOP é diferente do ovário micro policístico, e também diferente de ter cisto ovariano.

O ovário micro policístico é o aparecimento de uma série de microcistos nos ovários, mas sem outros sintomas relacionados. Isso pode ser até mesmo decorrente da ovulação.

No caso do cisto ovariano, ele é apenas um cisto, que pode ser hemorrágico, folicular, um crescimento de uma bolsinha de água que cresce no seu ovário.

Agora quem tem a Síndrome dos Ovários Policísticos, ter microcistos é um dos sintomas da síndrome. Aliás, é por isso que se trata de uma síndrome, pois é um conjunto de sinais e sintomas. 

Leia também::: Quais as principais causas de infertilidade?

Quais sintomas estão relacionados?

Como disse acima, para se caracterizar como Síndrome de Ovários Policísticos, é necessário que outros sintomas estejam associados, tais como:

Na menstruação

A síndrome causa ausência da menstruação, pode deixá-la anormal, ser mais curta ou leve, ou o contrário, ser intensa e infrequente. 

Na pele

Na pele da mulher que sofre de SOP pode surgir maior quantidade de acne, erupção cutânea semelhante à verruga, ter a pele mais espessa e oleosa.

No peso

A Síndrome dos Ovários Policísticos também influencia no peso, seja no ganho, seja causando obesidade.

Nos pelos

Também é comum haver um aumento do crescimento de pelos no corpo feminino, principalmente no rosto. Pode também causar queda no cabelo.

Quem sofre com essa síndrome também pode ter maior volume de barriga, algumas características masculinas inadequadas, ter depressão e, principalmente, infertilidade.

Leia também:::: O que é endometriose e por que não deve ser ignorada

SOP tem cura?

Essa é uma pergunta que chega muito até nós, seja pelo nosso Instagram, seja em nosso consultório. Muitas mulheres que sofrem com essa síndrome perguntam se a SOP tem cura.

E a resposta é que temos como tratar a SOP sim! Uma das principais formas é por meio de uma mudança positiva no estilo de vida da mulher que sofre com essa síndrome.

Isso envolve mudanças na alimentação. Ela precisa ser mais adequada, balanceada e que tenha menor concentração de carboidratos. Isso causará uma menor resistência insulínica pelo corpo.

Aliás, somente com mudanças na alimentação é possível tratar em até 70% os sintomas. 

Mudanças também devem ser feitos no dia-a-dia, como a prática regular de exercícios físicos, dormir bem à noite, entre outras.

Isso com o tempo fará com que a mulher possa voltar a ter uma menstruação regular e a ovular. Ou seja, ela terá sua fertilidade devolvida. 

Obviamente que muitas vezes são necessárias suplementações, e até alguns tratamentos medicamentosos. Isso ajudará nesse controle dos sintomas.

Se cuide!

Se você tem os sintomas descritos acima, procure seu ginecologista. Ele saberá diagnosticar se você sofre com a SOP, indicando o tratamento para que sua vida possa voltar ao normal.

Exatamente, com um tratamento adequado, sempre seguindo as orientações médicas, é possível que a mulher possa recuperar sua qualidade de vida e conviver com essa síndrome.

Espero que tenha gostado do artigo sobre Síndrome dos Ovários Policísticos. E para mais informações, confira o vídeo que gravei para nosso canal do Youtube. É só dar o play abaixo!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.