Sangramento na gravidez: o que pode ser?

You are currently viewing Sangramento na gravidez: o que pode ser?

Será que o sangramento na gravidez está dentro da normalidade?

Se a gestante está sangrando, em qualquer fase da sua espera, isso é um sinal de alerta e é preciso buscar ajuda médica.

Em alguns casos, o sangramento pode não significar nada.

No entanto, a chance de ser algo sério é bem alta. Por isso, é importante saber o que pode causar o sangramento na gravidez.

Implantação do embrião no útero

Nas primeiras semanas de gestação, a mulher pode apresentar um sangramento que significa apenas uma acomodação do embrião do saco gestacional.

Porém, na maior parte das vezes, esse sangramento surge quando a mulher sequer sabe que está grávida e pode até ser confundido com a menstruação.

Caso o sangramento persista, pode ser sinal de um descolamento desse saco gestacional e aí é necessário que seja feito um acompanhamento bem rigoroso.

Trata-se de uma condição em que, muitas vezes, o sangue acaba reabsorvido e a gestação segue sem problemas. Pode existir uma indicação de repouso, abstinência sexual e uso de progesterona, por parte do médico.

Se esse descolamento for muito grande, pode levar ao abortamento. Por isso, merece atenção.

Leia também: Quais os benefícios do óleo de coco para a saúde íntima da mulher?

Placenta baixa ou prévia

Quando a placenta instala-se próximo ao colo do útero ou na frente dele, esse quadro pode provocar sangramento.

Nesse caso, precisa ser acompanhado de perto. Afinal, o bebê alimenta-se e respira pela placenta. Assim, a placenta baixa pode ocasionar em problemas durante a gestação e dificuldades na hora do parto.

Descolamento da placenta

Esse problema pode ser considerado grave e pode provocar hemorragias graves, além de interromper o fluxo de oxigênio e nutrientes para o bebê.

O descolamento da placenta é mais comum de ser diagnosticado mais ao fim da gestação. Trata-se de um sangramento abrupto, de grande volume, que pode parar o fluxo de oxigênio para o bebê.

A demora para o atendimento pode colocar em risco a vida da mãe. Em alguns casos, pode estar associado ao quadro hipertensivo materno.

Quando é descoberto mais próximo da data do parto, a atenção deve ser redobrada para evitar complicações durante o nascimento. Inclusive, o próprio parto prematuro.

Relação sexual

O sangramento pode ocorrer em alguns casos após a relação sexual, principalmente porque o colo do útero fica mais sensível e pode sangrar. Mas, geralmente são sangramentos discretos.

Perda do tampão

Esse é o sangramento mais comum do terceiro trimestre. O tampão é a proteção natural contra bactérias instalado na entrada do colo do útero.

Caso seja esse o caso, parabéns, o seu Bebê Genial está a caminho!

Como é o sangramento por abortamento espontâneo?

O sangramento mais temido por toda gestante é abundante, repleto de coágulos e chega acompanhado de fortes cólicas. Nesse caso, a mulher precisa ser socorrida imediatamente.

Portanto, é muito importante procurar uma avaliação médica, consultar o seu obstetra e falar os seus sintomas para que seja identificada a causa e a gestante e equipe médica, juntos, tomem as medidas necessárias para garantir a sua saúde e do seu bebê.

Espero ter esclarecido os motivos que podem ocasionar em sangramentos na gravidez.

Antes de ir embora, assista à nossa aula de suplementação

Assunto de vital importância para toda mulher que está grávida ou se prepara para engravidar.

A saúde do bebê começa muito antes da concepção e do nascimento.

É por isso que toda grávida precisa garantir os nutrientes necessários à formação do bebê.

A alimentação saudável é fundamental e a suplementação completa a nutrição, favorecendo o desenvolvimento de todas as áreas do bebê.

Preparamos uma aula exclusiva e 100% gratuita sobre Vitaminas e Suplementos que toda grávida precisa. Para acessar, basta clicar abaixo:

 Até a próxima!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.