Qual o papel do obstetra no preparo pré-concepcional?

You are currently viewing Qual o papel do obstetra no preparo pré-concepcional?

Quando se fala em gestação, poucos sabem que o preparo pré-concepcional é uma das etapas mais importantes para o pleno desenvolvimento do bebê.

Inclusive, gostamos de usar o exemplo do aquário quando se fala em preparo pré-gestacional. Quanto melhores condições tiver o aquário, mais certeza teremos do desenvolvimento dos peixes.

O mesmo acontece com a mulher, que ao preparar seu corpo para gerar uma vida, terá maiores certezas do pleno êxito ao final da gestação.

E nesse processo, o obstetra também tem um papel fundamental, conforme explicamos no artigo abaixo. Siga a leitura e tire suas dúvidas!

O papel do obstetra

O processo de concepção deve iniciar preferencialmente alguns meses antes, por meio de um check-up completo com o histórico médico do casal. 

O obstetra pode querer fazer uma série de testes — como exames de sangue e um teste de Papanicolaou.

Esses exames visam certificar de que o casal não tem quaisquer problemas médicos que possam afetar a gravidez ou suas chances de engravidar. 

Além disso, seu médico pode fazer testes para doenças como:

  • Rubéola ou sarampo
  • Imunidade à varicela
  • HIV
  • Hepatite B
  • Herpes
  • Outras DSTs (como clamídia, sífilis e gonorreia)
  • Problemas de tireoide 
  • Outras condições, como toxoplasmose e parvovírus B19
  • Anemia falciforme
  • Talassemia (uma forma hereditária de anemia)

Se for a hora de você atualizar suas vacinas, é importante fazê-lo antes de engravidar. Algumas vacinas específicas, como a tríplice viral (sarampo-caxumba-rubéola), varicela (o vírus que causa a catapora) ou vacinas contra hepatite A aumentam o risco de problemas  congênitos. 

Além disso, o ideal que é vocês aguardem ao menos 28 dias após receber algumas dessas vacinas antes de tentar engravidar.

Leia também::: A grávida pode praticar exercícios físicos?

Doenças na pré-gravidez

Se a mulher tiver uma condição médica pré-existente, como por exemplo epilepsia, hipertensão arterial, asma, diabetes ou distúrbio da tireoide, é especialmente importante procurar atendimento médico antes de engravidar. 

É crucial manter essas doenças sob controle durante a gravidez, tanto para o seu bem quanto para o seu bebê. 

Aliás, alguns medicamentos comuns usados ​​para tratar essas doenças — como certos medicamentos para hipertensão e anticonvulsivantes — podem ter efeitos adversos que afetam a sua gravidez. 

Caso isso esteja ocorrendo, seu médico pode sugerir um substituto. Antes de tudo, você e seu médico precisarão discutir todos os medicamentos que você está tomando.

Preparo pré-concepcional

Além disso, seu obstetra pode indicar uma suplementação de metilfolato. Ele ocorre naturalmente em vegetais de folhas verdes, e seu uso demonstrou reduzir o risco de certos riscos ao bebê. 

Além disso, pode recomendar uma mudança no seu estilo de vida, pedindo que você alimente-se bem e faça exercícios. Estar acima ou abaixo do peso pode aumentar os riscos durante a gravidez. 

Leia também::: O que tudo muda no corpo da mulher na gravidez?

Uma mudança para a vida

Não é demais dizer que a chegada de um bebê promove significativas mudanças em nossas vidas. Por isso, o preparo pré-concepcional visa preparar o corpo da mamãe para este momento tão especial que está por vir.

Ter um filho mudará tudo em sua vida — sua carreira, suas finanças e seu relacionamento com seu cônjuge ou parceiro, entre outras coisas. 

Nove meses pode ser um período muito curto para resolver todos esses problemas, então seu médico pode dar alguns conselhos que a ajudarão a se preparar. 

Por fim, vemos que o papel do obstetra no preparo pré-concepcional é de fundamental importância não só para a gestação, mas também para saúde da mamãe e do seu bebê. 

E para saber mais sobre preparo pré-concepcional, e tudo que acontece ao longo da gestação, confira também nosso curso “Bebê Genial” clicando no botão abaixo!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.