Mitos e verdades sobre a pílula do dia seguinte

Mitos e verdades sobre a pílula do dia seguinte

O uso da pílula do dia seguinte é repleto de mitos e verdades.

A função desse medicamento e seus impactos para o organismo feminino geram dúvidas em muitas mulheres.

Justo por isso, a pílula do dia seguinte muitas vezes é empregada de forma inadequada, trazendo prejuízos à saúde feminina.

Essa pílula é composta por hormônios diferentes do anticoncepcional oral de uso diário. Além disso, a concentração hormonal elevada da pílula do dia seguinte faz que o seu uso não seja seguro mais que uma vez no ano.

Continue até o final para saber mais sobre a pílula do dia seguinte.

A pílula do dia seguinte pode ser usada três vezes por ano.

Mito. A pílula é um contraceptivo de emergência. Logo, caso seja necessário o consumo mais que uma vez no ano, é melhor optar por um método anticoncepcional de rotina.

Abusar da pílula do dia seguinte pode até mesmo aumentar a chance de uma gestação, afinal, os ciclos podem ficar tão bagunçados a ponto da mulher não saber mais quando é o seu período fértil.

A pílula tem mais chance de fazer efeito se ingerida nas primeiras 24 horas

Verdade. Quanto antes a pílula do dia seguinte for ingerida, maior a chance de prevenir a gestação. Mas, a sua eficácia ainda é bem alta, com cerca de 90%, caso usada nas primeiras 72 horas.

O efeito da pílula do dia seguinte é semelhante ao efeito de cinco pílulas comuns.

Mito. Embora fosse comum as mulheres usarem várias pílulas da cartela no dia seguinte, antes da invenção da pílula do dia seguinte, não existe nem comparação da eficácia.

Além da composição ser diferente, a pílula do dia seguinte concentra muito mais hormônios que os anticoncepcionais tradicionais. É por isso, inclusive, que podem trazer efeitos colaterais como náuseas e dores de cabeça.

Tomar duas pílulas aumenta a chance de fazer efeito.

Mito. A dose hormonal de uma única pílula já é bem alta. Usar duas só vai sobrecarregar o organismo e aumentar os riscos de apresentar efeitos colaterais de mal estar que já mencionamos aqui.

A pílula do dia seguinte pode falhar

Verdade. Nenhum método anticoncepcional conta com 100% de eficácia, nem mesmo a pílula do dia seguinte. Se a mulher apresenta quadros de vômito ou diarreia após o uso da pílula do dia seguinte, seu efeito pode ser prejudicado.

Recomendamos sempre ler a bula do medicamento e, de preferência, conversar com seu médico após a utilização.

A pílula é abortiva

Mito. Como o embrião demora cerca de 72 horas para se alojar no útero. Como o efeito da pílula se dá antes desse período, ela age somente impedindo a gestação de ocorrer. Além disso, caso fosse abortiva, seus efeitos não diminuiriam após o período.

Usar essa pílula traz danos ao útero

Mito. Normalmente, a pílula do dia seguinte é composta pelo hormônio estrogênio, o qual não impacta negativamente na saúde do útero, tampouco em sua estrutura.

Esperamos que este artigo esclareça os mitos e verdades sobre a pílula do dia seguinte.

Até a próxima!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.