Como fica a libido ao longo do ciclo menstrual?

Como fica a libido ao longo do ciclo menstrual?

As alterações hormonais fazem parte da vida da mulher. Ao longo do ciclo menstrual, a libido também oscila de acordo com os hormônios.

É bem interessante que a mulher preste atenção em como se sente em cada fase do seu ciclo. Quero salientar que, apesar de falarmos muito sobre ciclo menstrual, na verdade, o ideal seria chamar de ciclo reprodutivo.

Isso porque as mudanças no organismo visam gerar uma nova vida. A menstruação é a consequência de quando esse ciclo não foi concluído.

A importância de entender os ciclos

Apesar de cada caso ser específico, é fato que os hormônios que afetam o ciclo menstrual, como o estrógeno, testosterona e progesterona, são responsáveis pelas nossas alterações de humor durante este período. Esses hormônios também mexem com a libido feminina.

É importante que toda mulher saiba sobre seu próprio ciclo menstrual, como a frequência e o fluxo para aprender a lidar com as oscilações hormonais e ter prazer e disposição para as suas atividades.

Por isso, separei em quatro semanas as etapas do ciclo menstrual

A semana da menstruação

Na primeira semana acontece a menstruação e com ela o clitóris fica mais sensível, pois os níveis de estrógeno, testosterona e ocitocina apresentam taxas muito altas, causando uma sensação de bem estar e relaxamento. Nesta fase, é muito comum a vontade das mulheres em fazer sexo.

Para as mulheres que não gostam de manter relações sexuais menstruadas, a sugestão é aproveitar o período para ter orgasmos sem penetração, já que o clitóris fica mais sensível, garantindo o prazer intenso.

Pós-menstruação

Durante a segunda semana, no período de pós-menstruação a lubrificação fica mais intensa.

O nível de testosterona continua subindo e, consequentemente, a calma e o erotismo também. O que pode levar a algumas mulheres criarem mais fantasias e desejos pelo parceiro nessa etapa do ciclo, ficando desta maneira mais disposta ao sexo.

Como a libido está muito em alta, a lubrificação vaginal também aumenta.

Ovulação

Nessa fase do ciclo menstrual, que acontece na terceira semana, o estrógeno e a testosterona começam a cair e a progesterona – hormônio responsável pelo aumento da libido, começa a subir.

Porém, mesmo com a libido em alta é comum que nós mulheres fiquemos mais emotivas.

Por isso, para curar a carência e não deixar o sexo de lado, o ideal é realizar o tradicional “papai e mamãe”, com muito carinho para que seja possível se chegar ao orgasmo.

Última semana: a TPM

Para finalizar o assunto libido durante o ciclo menstrual, na quarta semana acontece a tensão pré-menstrual (TPM).

A queda de estrogênio e da progesterona faz com que os hormônios do bem estar também diminuam, o que afeta o humor da mulher, fazendo com que ela fique inconstante.

Na cama, pode ocorrer uma falta de concentração fazendo com que o orgasmo demore mais para acontecer. Os seios ficam doloridos e o corpo inchado, dificultando a excitação.

Porém, as terminações nervosas genitais estão mais sensíveis durante este período. Assim, o recomendado é investir nas posições que deixam o clitóris ao alcance do parceiro.

Vale ressaltar que para nós mulheres o sexo começa no cérebro. Desta maneira, precisamos estar à vontade, conhecer o próprio corpo e as nossas preferências na cama. Isso refletirá em uma vida a sexual mais intensa e prazerosa.

Sentir-se bem é fundamental para reduzir as chances de perda de interesse pelo sexo.

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.