A importância de conversar com o bebê antes do parto

You are currently viewing A importância de conversar com o bebê antes do parto

Pode parecer uma conversa boba ou unilateral, mas conversar com o bebê enquanto ele ainda está no útero ajuda você a construir um vínculo duradouro. Além do mais, isso ajuda em seu desenvolvimento.

Sua voz faz grandes coisas pelo seu bebê. Estudos mostram que conversar com o bebê antes do parto contribui para o seu desenvolvimento saudável. 

O som da voz dos pais é considerado calmante, tanto no útero quanto quando você finalmente os conhece como um recém-nascido. 

No artigo abaixo, apresentamos como conversar com o bebê antes do parto é importante. Confira!

Converse com o bebê

Cientistas registraram que bebês em gestação respondem claramente a diferentes vibrações e sons com mudanças em seus batimentos cardíacos ou padrões de movimento, e são particularmente sensíveis ao som da voz de suas mães. 

Isso os levou a concluir que seu bebê ainda não nascido aprende a reconhecer e lembrar sua voz durante a gravidez. 

Também significa que as conversas que você tem com sua barriga no terceiro trimestre estão lançando as bases para seu desenvolvimento social e emocional, bem como suas  habilidades de linguagem e memória. Sua voz já está moldando sua compreensão do mundo.

Eles reconhecem sua voz

Embora conversar com o bebê no início de sua gravidez possa ajudá-la a se sentir mais perto de seu bebezinho, seus ouvidos não estarão totalmente desenvolvidos até por volta da 20ª semana

E seu sistema auditivo não se conecta ao cérebro até pelo menos um mês ou mais tarde. Mas a pesquisa mostrou que, embora alguns bebês reajam ao som já nas 24 semanas, a maioria começa a responder ao ruído externo entre 26 e 30 semanas.

Inclusive, os batimentos cardíacos fetais e de recém-nascidos diminuíram quando as mães falavam — um possível sinal de relaxamento.

Leia também::: Qual a importância da dieta no preparo para a gestação?

Como conversar com seu bebê?

O som da sua voz tem o efeito mais calmante sobre o seu filho ainda não nascido. Um estudo descobriu que os fetos respondem às vozes de suas mães diminuindo seus movimentos.

Também revelou que os batimentos cardíacos fetais e de recém-nascidos diminuem quando suas mães falam — um possível sinal de relaxamento.

Por isso, falar e cantar para a barriga pode ser uma ótima maneira de começar a construir um relacionamento com o bebê que vai nascer e pode trazer benefícios para você e para eles. 

Incrivelmente, a ligação com sua barriga pode ajudar seu bebê a aprender. Mas se você não se sentir confortável com a ideia, não se preocupe. 

Enquanto está no seu útero, o seu bebé ouvirá e sentirá as vibrações da sua voz sempre que falar com alguém. 

Eles terão aprendido a reconhecer e ser consolados pela sua voz ao nascerem, mesmo que você não fale diretamente com eles. 

Esse reconhecimento os ajudará a se relacionar com você e o som os fará sentir-se emocionalmente seguros por muitos anos.

Importância do papai

O papai precisa se esforçar um pouco mais para ser ouvido, mas se ele falar pertinho da barriga, isso pode ajudar seu bebê a reconhecer a voz dele também. 

Um estudo fascinante com bebês prematuros (que provavelmente apresentam o mesmo desenvolvimento auditivo de um feto nos estágios posteriores da gravidez) mostrou que eles prestavam mais atenção a sons graves do que a sons agudos. 

Também sabemos que bebês em gestação podem lembrar e reconhecer ruídos diferentes, então ​​pais podem começar a construir seu relacionamento  com os filhos antes de eles nascerem. 

Incentivar o papai a falar sobre seu dia, hobbies ou interesses pode ajudá-la a se sentir mais envolvido em sua gravidez também. 

E embora seu bebê ainda não entenda o que está sendo dito, é bom saber que no terceiro trimestre, pelo menos, ele está ouvindo e já conhecendo um pouco da família.

Leia também::: Como a meditação ajuda no desenvolvimento do bebê

Crie tais vínculos

Como fica claro, conversar com o bebê ainda na barriga não tem nada de bobo! Ao contrário, é fundamental para que ele já reconheça sua voz e fique mais calmo.

Além disso, também é importante para o momento do parto e também no pós-parto, quando ele já ouvirá vozes familiares e se sentirá seguro e protegido.

Espero que tenha gostado do artigo sobre a importância de conversar com o bebê antes do parto. E para aprofundar seu conhecimento sobre o desenvolvimento infantil, conheça nosso curso “Bebê Genial” clicando no botão abaixo!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.