Como são as contrações?

You are currently viewing Como são as contrações?

Nem todas as contrações significam que você está em trabalho de parto. Você pode ter contrações antes do início do trabalho de parto verdadeiro. 

Essas contrações são chamadas de contrações de treinamento ou contrações de Braxton-Hicks. Eles suavizam e afinam o colo do útero para ajudar seu corpo a se preparar para o trabalho de parto e nascimento. 

A gravidinha pode senti-las a partir da 34ª semana de gravidez e elas prosseguem até o final da gestação. Aprender as diferenças entre as verdadeiras contrações do trabalho de parto e as falsas pode ajudá-la a saber quando está realmente em trabalho de parto.

Foi por isso que preparamos o artigo abaixo, com informações que vão lhe ajudar a identificar o momento que o bebê virá ao mundo!

As contrações

Uma contração é quando os músculos do seu útero se contraem como um punho e depois relaxam. As contrações ajudam a empurrar o bebê para fora. 

Quando você está em trabalho de parto de verdade, suas contrações duram cerca de 30 a 70 segundos e ocorrem com cerca de 5 a 10 minutos de intervalo. 

Elas são tão fortes que você não pode andar ou falar durante eles. E ficam mais fortes e mais próximos ao longo do tempo até o nascimento.

Pode ser difícil dizer a diferença entre trabalho de parto verdadeiro e falso. Quando você sentir as contrações pela primeira vez, cronometre-as. 

Anote quanto tempo leva desde o início de uma contração até o início da próxima. Anote a intensidade das contrações. 

Mantenha um registro de suas contrações por 1 hora. Caminhe ou movimente-se para ver se as contrações param quando você muda de posição.

Leia também::: É normal sangrar depois de urinar na gestação?

Contrações de treinamento

Além disso, as contrações de treinamento causam desconforto, mas não são efetivas a ponto de gerar dor nem dilatação do colo do útero – por isso mesmo é que elas não promovem o trabalho de parto. 

As contrações de treinamento começam a aparecer, geralmente, depois da 34ª semana de gravidez e vão até o final da gestação. 

Aliás, a diferença é que o intervalo entre elas vai diminuindo até o momento em que podem desencadear o trabalho de parto. 

Nesse ponto, elas acontecem em ciclos de três contrações, com duração de cerca de 30 segundos, a cada dez minutos.

As fases do trabalho de parto

O trabalho de parto divide-se em: pródromo de trabalho de parto, fase latente do trabalho de parto e fase ativa de trabalho de parto.

Pródromo de trabalho de parto

No pródromo, a mulher tem contrações uterinas, mas que ainda não promovem a dilatação do colo do útero. 

Porém, acabam gerando um determinado desconforto pélvico. São contrações em que o útero está se preparando para, efetivamente, entrar em trabalho de parto, fase latente.

Fase latente de trabalho de parto

Por sua vez, a fase latente é marcada pelas contrações e por uma dilatação muito lenta e gradativa do colo do útero. Mas geralmente, em torno de uns quatro centímetros de dilatação.

Fase ativa de trabalho de parto

Na sequência, vem a fase ativa do trabalho de parto que é marcada por uma dilatação do colo, maior que quatro/cinco centímetros e que tende a evoluir, em média um centímetro por hora. Mas obviamente isso não é uma regra.

E o mesmo vale para o encaixe do bebê na pelve. A mulher pode ter a cabeça do bebê encaixado na pelve até mesmo antes do desencadear do trabalho de parto. Ou, às vezes, só no final, no período expulsivo.

O período expulsivo é, aliás, o último período do trabalho de parto. É quando a mulher já tem a dilatação total e esse bebê agora começa a descer em direção ao canal de parto para o nascimento.

Conheça os sinais do parto

Entender quais são as fases do trabalho de parto é importante para poder conhecer todo o contexto. E então, poder identificar da melhor forma cada um dos sinais possíveis dentro do trabalho de parto.

Leia também::: Ansiedade na gravidez faz mal para o bebê?

Saiba mais sobre sua saúde

Conseguiram compreender como funciona o nascimento e a importância das contrações uterinas?

Ao conhecer seus detalhes, é possível evitar a ansiedade durante a gestação e se preparar da melhor forma para o nascimento do bebê.

Por fim, esperamos que tenham gostado do artigo sobre contrações e, para saber mais sobre tudo que ocorre antes, durante e depois da gestação que afeta diretamente na formação física, psíquica e comportamental do bebê, conheça nosso curso completo clicando no botão abaixo!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.