Como manter a vida sexual ativa?

Como manter a vida sexual ativa?

A vida sexual faz parte da qualidade de vida das pessoas. Mas manter esse processo ativo costuma ser um dilema para algumas pessoas.

Antes de tudo, é importante deixar claro que vida sexual faz parte da saúde das pessoas. Uma vida sexual ativa contribui para uma vida mais saudável.

Esse tema ganha ainda mais relevância porque uma parcela das mulheres ainda não falam abertamente sobre o tema com seu companheiro ou mesmo com seu médico ginecologista.

Há um tabu por trás da vida sexual ativa, com algumas pessoas sentindo vergonha de falar sobre o tema. E não precisa!

Mas para saber mais sobre isso, e como manter uma vida sexual ativa, preparei o artigo abaixo repleto de informações. Vamos lá?!

Ainda é um tabu

Vemos cada vez mais as mulheres ganhando espaço na sociedade, se empoderando, sendo protagonistas da sua vida.

Mas infelizmente o tema vida sexual ainda é bastante criticado. Seja por ainda vivermos em uma sociedade fortemente machista, seja por seus padrões familiares, religiosos. Motivos não faltam para que esse tema fique no fundo da gaveta.

Outro ponto de reflexão é a vergonha de se mostrar ao parceiro. Há aquelas que se consideram baixas, altas, gordas… Ou seja, há um grande problema de autoestima envolvido.

E uma das coisas que precisam ficar claras é que, antes de gostar de outra pessoa, é necessário gostar de si mesmo. E quando isso não acontece, afeta também a saúde sexual.

Sexo começa no café da manhã

Um ponto que também merece ser destacado é que sexo não é apenas penetração. É relacionamento, é carinho, é cumplicidade. E por isso, gostamos de dizer que ele começa já no café da manhã, não com penetração, mas com afeto.

Aliás, existe um mito no qual as pessoas acham que sexo é apenas penetração. E isso não é verdade.

Sexo engloba tudo! O sexo oral, a masturbação, exploração do corpo com aquela pessoa que você ama…

Muitas pessoas confundem esses momentos como preliminares, mas elas já fazem parte do sexo, que poderá avançar — ou não — para a penetração em si.

Aliás, as mulheres não precisam ter vergonha, achar que precisam ter um orgasmo apenas com a penetração e que precisam de outros estímulos para atingir esse clímax.

Esses outros estímulos, como o sexo oral ou a masturbação, já fazem parte do sexo. Ou seja, é possível ter orgasmo durante o sexo sim, mesmo que não seja por meio da penetração.

E vale frisar que uma relação sexual satisfatória é aquela onde há cumplicidade e respeito entre as pessoas envolvidas. É poder dar e sentir prazer, não importando se é com ou sem penetração.

Leia também::: Perda de libido feminina: como contornar essa disfunção?

Crie intimidade nas pequenas coisas

Outro ponto para se ter uma vida sexual ativa é criar intimidade nas pequenas coisas. Como mencionamos acima, sexo é relacionamento.

Por exemplo, o casal pode tomar banho juntos, e isso não significa que precisa haver a relação sexual. É o contato, o carinho, uma massagem no banho, isso vai criando o ambiente para que a atividade sexual se torne presente no relacionamento.

Pode até ser assistir um filme juntos, preparar uma refeição juntos, tantas atividades que podem ser feitas. São nas pequenas coisas que se cria essa cumplicidade, sem estar apenas focado na questão sexual.

Tenha auto-confiança

Toda mulher segura é sexy! Uma mulher com autoestima elevada transmite isso ao parceiro.

Quando a autoestima está baixa, quando a mulher se acha feia, ela acaba transferindo isso também ao parceiro, de forma negativa. E como resultado, impacta na vida sexual.

Ser sexy não tem relação com beleza, mas sim com autoestima elevada. E todas têm seus pontos positivos.

Seja criativa

Outra forma de ter uma vida sexual ativa em um relacionamento é a criatividade. E importante deixar claro que isso deve ser a exceção, e não a rotina.

São pequenas mudanças no dia a dia, é uma mensagem para o parceiro, uma surpresa no final de semana. E isso não quer nada além de criatividade e que causa um impacto positivo enorme na relação.

Leia também::: É indicado o uso de lubrificante na relação sexual?

Se cuide e se ame!

Como fica claro, a vida sexual ativa é uma parte fundamental nos relacionamentos. Além disso, o sexo libera diversos hormônios no corpo que causam a sensação de prazer e bem-estar.

Mas novamente, sexo não é apenas penetração, ela é relacionamento, carinho e cumplicidade. Ao se manter essa chama acessa, a vida sexual volta a ser ativa, caso em algum momento ela tenha sido abalada.

Portanto, espero que o artigo sobre vida sexual ativa tenha sido útil, e você possa aplicar algumas dessas dicas na sua vida, seja você mulher ou mesmo homem! E caso queira mais informações e mais dicas, siga nosso canal no Youtube!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.