A importância da alimentação no controle da candidíase

You are currently viewing A importância da alimentação no controle da candidíase

A candidíase é causada por um fungo, chamado de Candida albicans. E dependendo dos alimentos que você consome, esse fungo pode crescer mais rapidamente.

De acordo com estudo, concentrações mais altas de glicose podem promover o crescimento de Candida. Mas os pesquisadores também descobriram que os alimentos que contêm frutose podem impedir o crescimento do fungo na boca.

Dessa forma, algumas pessoas podem ter um controle melhor da candidíase se eliminarem determinados itens da sua alimentação. Assim, eles contribuem para maior fermentação no corpo, favorecendo o crescimento do fungo.

Para saber mais sobre esse tema, e quais alimentos evitar, e quais são recomendados, confira o artigo a seguir.

O que é a candidíase?

O gênero de fungo Candida inclui mais de 100 espécies diferentes de leveduras que vivem na pele e na boca, garganta, intestino e vagina.

Ou seja, candidíase refere-se a uma infecção fúngica que resulta de um crescimento excessivo de Candida. Pode afetar a boca (candidíase oral), garganta, esôfago e vagina (candidíase vaginal).

Concentrações normais de levedura Candida promovem a saúde intestinal e a absorção de nutrientes, além de auxiliar na digestão. No entanto, ter muito desta levedura no corpo ou na pele pode levar a infecções.

Os sintomas de candidíase da vagina incluem:

  • coceira ou dor na vagina e vulva
  • dor ao urinar
  • dor durante a relação sexual
  • corrimento vaginal espesso e branco

Leia também::: Mitos e verdades sobre a candidíase de repetição: quais você conhece?

Principais alimentos a evitar

A alimentação é um fator importante no controle da candidíase. E nesse sentido, é bom evitar os seguintes alimentos:

Açúcar

Qualquer forma de açúcar processado. Você também precisa tomar muito cuidado para evitar o xarope de milho com alto teor de frutose. Dessa forma, esse açúcar processado e derivado do milho, é especialmente problemática para o supercrescimento de levedura e deve ser eliminada. 

Carboidratos simples

Carboidratos processados, como farinhas brancas e o arroz branco não contêm fibras e se transformam em açúcares simples no sistema digestivo. Os alimentos nesta categoria incluem biscoitos, batatas fritas, massas e macarrão.

Comidas e bebidas fermentadas

Portanto, a cândida é um fermento e, quando você consome alimentos fermentados, você está adicionando mais fermento a um ambiente já pesado. Alimentos e bebidas ricos em fermento incluem:

  • Cerveja
  • Vinagre
  • Molho de soja
  • Ketchup
  • Mostarda 
  • Pães

Cogumelos

Os cogumelos são um fungo e, como tal, também podem contribuir para o crescimento excessivo de leveduras. Por exemplo, os cogumelos têm um papel a desempenhar na medicina e algumas espécies podem estimular o sistema imunológico. 

No entanto, para fins de tratamento da candidíase, é melhor evitar qualquer alimento que contenha um componente fúngico para minimizar o crescimento de levedura no intestino.

Melhores alimentos para tratar a candidíase

Aliás, a melhor dieta para evitar o crescimento da candidíase é aquela que é rica em proteínas saudáveis, gorduras e carboidratos complexos. Aqui estão os principais grupos de alimentos para vencer essa condição:

Proteína

Por exemplo, temos fontes de proteína animal como frango, peixe, crustáceos, ovos, e não animal como feijão, lentilhas, nozes e sementes (exceto amendoim e pistache).

Legumes Frescos

Especialmente folhas verdes escuras, como espinafre, repolho, couve e brócolis. Vegetais de raiz, como cenouras e batatas, podem ser consumidos com moderação, mas cuidado, pois eles contêm carboidratos que se transformam em açúcar depois de consumidos. 

Frutas Frescas

Uma a duas porções de frutas frescas por dia fornecem boas fibras, vitaminas e minerais. 

Carboidratos complexos

Carboidratos complexos são excelentes alimentos para o controle da candidíase. Entre eles, estão:

  • Aveia
  • Cevada
  • Arroz integral 
  • Trigo integral
  • Quinoa

Azeites de alta qualidade 

Todas as nossas células possuem uma camada externa de gordura que constitui a membrana celular. Dessa forma, quando comemos óleos de alta qualidade, essa membrana é mais saudável e funciona perfeitamente. 

Mas quando nossas membranas celulares estão funcionando corretamente,  ficamos  mais saudáveis ​​e temos mais energia. Óleos não refinados e prensados ​​a frio são os melhores quando disponíveis. Boas gorduras incluem (mas não estão limitadas a):

  • Óleo de coco
  • Azeite de oliva 
  • Abacate e óleo de abacate
  • Óleo de girassol
  • Óleo de linhaça
  • Semente de Chia

Além disso, manter-se bem hidratado é uma etapa fundamental, então beba mais de dois litros de água por dia contribuirá para um sistema digestivo saudável e ajudará a minimizar o crescimento excessivo de leveduras.

Leia também::: O que é vulvovaginite? Saiba as causas e tratamento

Cuide do seu corpo

Comer muito açúcar, sal, gordura, farinha refinada e álcool não afeta apenas o sistema imunológico, mas também a saúde do coração, do fígado e dos rins.

Mas o tratamento deve seguir sempre a orientação de um médico. Por isso, caso apresente sintomas de candidíase, procure o ginecologista. 

Portanto, aliar o tratamento clínico com uma dieta para o controle da candidíase pode apresentar melhores resultados. 

E caso queira saber mais sobre a candidíase de repetição, confira o e-book que preparamos exclusivamente sobre o tema. É só clicar no botão abaixo!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Especialização em sexualidade humana pela Universidade de SÃO Paulo / USP.