Meditação na gravidez traz benefícios, aponta estudo

Meditação na gravidez traz benefícios, aponta estudo

A meditação na gravidez pode trazer benefícios para a gestante e para o bebê.

A ansiedade costuma acompanhar a gestante durante as longas semanas de espera do bebê. Afinal, ela está se preparando para o parto e para a maternidade.

Acalmar o turbilhão de dúvidas é muito importante para controlar esse estresse que é até comum da gravidez, no entanto, pode trazer prejuízos ao desenvolvimento do bebê na infância.

Hoje, vamos falar sobre um estudo realizado em gestantes que relaciona a meditação ao controle do estresse na gestação. Continue até o final para saber mais.

O estudo

Um estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo e publicado pela Revista Crescer aponta os efeitos da meditação durante a gestação. Um total de 169 gestantes foram analisadas, sendo que 30 delas foram estudadas durante o segundo e terceiro semestre da gestação.

Após serem avaliadas em seus níveis de ansiedade, depressão e bem-estar, foram divididas em dois grupos. O primeiro grupo seguiu com práticas meditativas regulares, enquanto o outro, não.

O resultado revelou que as gestantes que não meditaram ficaram mais preocupadas e ansiosas. As mulheres também foram avaliadas no aspecto físico. As gestantes que meditaram tiveram menos tensões musculares.

De acordo com o autor do estudo, médico ginecologista e obstetra dr. Roberto Cardoso, meditar é ainda mais importante no início e no fim da gestação, quando a gestante apresenta maior ansiedade e alguns medicamentos não podem ser administrados.

Assim, a mulher pode relaxar e até receber o momento do parto com maior tranquilidade.

Leia também: Quais os benefícios da ioga na gravidez?

Dicas para meditação

Meditar é uma prática que ajuda a manter o foco, melhorar a consciência e controlar os pensamentos. A meditação está ao alcance de todos. Basta alguns minutos por dia de silêncio, em um local reservado, para fechar os olhos e se interiorizar.

Para as gestantes, além dos benefícios comprovados por estudos, meditar pode ajudar também a se conectar com o seu bebê, passando bons sentimentos para ele.

Lembrando que tudo o que a mãe sente é passado ao bebê. Assim, essa pequena vida também se beneficia dos sentimentos de paz e harmonia que toma conta do corpo e da mente de sua mãe.

Para começar a meditar, algumas dicas podem ajudar:

  • Escolha um local tranquilo. Pode ser o seu quarto, ou a sala, desde que esteja silencioso. Desligue a TV e o celular;
  • Se você sente que se distrai com o silêncio, pode optar por uma meditação guiada. Existem várias pela internet e mesmo em aplicativos gratuitos para celular.
  • Sentada no chão, cruze as pernas em uma posição confortável. Mantenha a coluna reta.
  • Feche os olhos e mantenha toda a atenção na inspiração e respiração. Afaste os pensamentos em outros assuntos. Quando esses pensamentos vierem, apenas retome o foco;
  • Assim que estiver no fluxo do estado meditativo, toque seu ventre com uma mão e seu coração com outra;
  • Concentre-se no amor que você sente pelo seu bebê e fique aberta para toda a energia que o bebê retribuir.

Viu como é simples? Faz bem para você e o seu bebê.

Esperamos que esse artigo ajude você a entender os benefícios da meditação na gestação.

Até a próxima!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.