Mitos e verdades sobre sexo na gestação

Quando o assunto é sexo na gestação, diversos mitos e verdades são propagados sem muito critério científico. Tais informações geram grandes inseguranças e muita ansiedade nos casais, principalmente pais e mães de primeira viagem.

Relação sexual prejudica o bebê

MITO. Essa é uma das primeiras perguntas que respondo para os casais em meu consultório. O bebê está completamente protegido pelo líquido amniótico dentro do útero.

Assim, mesmo com uma penetração profunda, é impossível atingir o bebê ou prejudicar seu desenvolvimento. E não, o bebê não sente nada.

Sexo na gestação induz o parto prematuro.

DEPENDE. Isso pode acontecer se a mulher apresentar colo curto ou qualquer alteração que pode predispor o parto prematuro. Nesses casos, a contra-indicação ou as recomendações seguras devem partir do médico.

Mas, é importante ressaltar que de maneira geral a relação sexual não tem nada a ver, muito menos leva, ao trabalho de parto.

Leia também: Quais os principais sintomas da gravidez?

É preciso esperar completar 12 semanas para ter relações

MITO. A mulher pode fazer sexo desde o início da gestação. No geral, durante o primeiro trimestre, o risco de abortamento costuma ser maior. Mas, não está nem minimamente relacionado à prática sexual.

Em 80% dos casos de abortamento, as causas estão vinculadas a má formação genética.

Relação sexual ajuda a induzir trabalho de parto ao final da gestação.

VERDADE. Atenção, é só bem no finalzinho da gestação, ok? Com o colo já bastante amadurecido, a relação por volta das 40 semanas pode até mesmo ser indicada pelos médicos.

Aliada a uma rotina de fisioterapia e atividades físicas, o trabalho de parto pode ser impulsionado. Isso porque o esperma conta com uma substância chamada prostaglandina, que conta com ação uterina de favorecer as contrações para o trabalho de parto.

Mas, lembre-se: é só no final da gestação. Antes do colo do útero amadurecer, não vai fazer entrar em trabalho de parto antes da hora.

Não pode ter relação no último trimestre.

MITO. A menos que o médico tenha indicado abstinência devido a alguma patologia, a mulher pode ter relação sexual durante a gravidez inteira. No último trimestre, a barriga já está bem saliente e o casal pode encontrar uma posição mais confortável para manter as relações. Sendo prazeroso e com a saúde em dia, não há razão para não fazer sexo nesse período.

Eu espero que esses mitos e verdades sobre sexo na gestação esclareça suas dúvidas sobre o tema.

Até a próxima!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.