Como enfrentar o medo do parto normal?

O medo do parto normal é muito comum mesmo entre as mulheres que sonham com esse momento. Por trás do desejo de passar pelo parto natural e assim proporcionar ao filho um nascimento humanizado, existem muitos cenários que causam angústia.

Será que a dor é suportável? Vai precisar de anestesia? Terei a dilatação? O bebê vai ficar bem durante o parto?

Todas essas dúvidas ainda são acentuadas por uma dose forte de emoção desencadeada pelo mar de hormônios em que a gestante está mergulhada. Se este é o seu caso, continue até o final deste artigo.

Entenda por que o medo do parto normal é comum e o que você pode fazer para superá-lo.

Busque informação

Uma grande parte do medo é composto pela sensação de não conhecer a situação. Sim, tudo que é desconhecido assusta!

O parto normal ainda é um assunto rodeado por muitos mitos. Não é por acaso que o Brasil é o 2º país no ranking mundial de cesáreas, conforme dados de 2018 da Organização Mundial da Saúde. Na rede pública, 55% dos nascimentos são por essa via. Na rede privada, 84%.

A primeira pessoa que deve sempre estar aberta a tirar todas as dúvidas da gestante é o médico. Desde as primeiras semanas, você pode e deve conversar com seu médico sobre os seus medos, inclusive o medo do parto normal.

O acompanhamento profissional do pré-natal até o momento do parto é fundamental! Também recomendo o trabalho das doulas, o que é muito importante para atravessar a gravidez com sensação de acolhimento e segurança.

Encontrar esclarecimentos sobre os procedimentos do parto e os seus direitos como mulher neste momento delicado é libertador! 

Não se compare

Quem ficou grávida mais de uma vez sabe que uma gestação não é igual a outra ainda que a mãe seja a mesma. Então, como pode a sua gravidez ser como a da sua vizinha ou da sua cunhada?

Ouvir experiências de outras mulheres pode ser saudável quando esses relatos não alimentam seus medos. Caso contrário, ignore comentários e, quando a outra parte for insistente, deixe claro que não gosta de comparações.

Leia também: Parto humanizado e domiciliar são a mesma coisa?

Confie no seu corpo

A natureza é sábia e, mesmo antes da hora do nascimento, você deve saber que o seu corpo vai dar todos os sinais que o momento chegou. Confie nas suas sensações! Acredite, o seu corpo é capaz de passar pelo parto.

As intervenções médicas devem entrar apenas quando mãe ou filho correm riscos. Durante o trabalho de parto, você pode contar com o amparo da equipe médica. Pensar nisso pode te tranquilizar.

Trazer uma criança ao mundo exige que a mulher tenha muita energia, mas não pense sobre isso caso te deixe nervosa. Ter confiança em si mesma aumenta as chances que o parto seja como você deseja.

Portanto, informe-se o máximo possível e mantenha-se cercada por pessoas que apoiam a sua decisão. Isso não é uma promessa que os medos vão sumir, porém, é assim que muitos deles podem se desfazer.

Eu espero que este artigo ajude você a vencer o medo do parto normal e que represente uma boa hora para você e seu filho.

Até a próxima!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.
Fechar Menu