Ômega 3 na gestação: por que a suplementação é fundamental?

Você recebeu orientação para suplementar ômega 3 na gestação?

Essa é uma das fases mais importantes para o desenvolvimento do bebê. Lembre-se que o seu corpo entrega, primeiro, os nutrientes de tudo que você come para a formação do seu filho. Depois disso é que o seu corpo é nutrido.

O ômega 3 é uma gordura poli-insaturada, ou seja, de boa qualidade e essencial para sua saúde e bem-estar em qualquer época da vida. A gestação, então, é especial!

Quer saber por que o ômega 3 na gestação é tão importante? Continue até o final do artigo para entender.

Benefícios do ômega 3 na gestação

O ômega 3 tem uma função muito importante na formação do cérebro do bebê – assim como também é fundamental para o cérebro do adulto.

Então, consumir ômega 3 na quantidade correta vai deixar o bebê mais inteligente? A resposta é: sim! O ômega 3 é fundamental para o cérebro e para o desenvolvimento do sistema nervoso da criança.

Mães que consomem esse nutriente de maneira satisfatória durante a gestação tem maiores chances de gerar filhos mais inteligentes, sim! E não falo apenas do ponto de vista intelectual, mas também da inteligência emocional. Afinal, o ômega 3 participa da formação dos neurônios dessa criança.

Além disso, a própria mãe conta com menores riscos de desenvolver depressão pós-parto ao consumir regularmente o ômega 3. A falta desse nutriente aumenta a tendência da depressão ou do mal funcionamento cerebral.

Mas, esse não é o único benefício! As chances de asma também são menores em crianças cujas mães consomem as quantidades necessárias de ômega 3. O consumo desse ácido-graxo é ainda mais importante para aqueles que contam com histórico de asma na família, portanto.

Leia também: Benefícios do consumo de tâmaras na gestação

Onde encontrar o ômega 3?

O ômega 3 é abundante em peixes de águas frias como a sardinha, o atum e o salmão. Também está presente na linhaça, nas nozes e na chia. Porém, para suprir todas as necessidades de uma gestante, a maior parte dos casos pede suplementação.

Então, quanto é preciso suplementar? Somente seu médico pode responder a essa pergunta. O objetivo deste artigo é alertar para a importância do ômega 3 na gestação.

No entanto, recomendar alguma quantidade de suplementação de forma geral é bastante irresponsável. Sabe por que?

Porque uma grávida de gêmeos conta com necessidades biológicas diferentes de uma gestante comum. Também é preciso considerar se a mulher passa por alguma doença ou conta com alguma necessidade nutricional especial.

Cada organismo é único e demanda uma quantidade e recorrência específicas de suplementação. Por isso, nada de ingerir suplementos por conta própria! Converse com seu médico.

Espero que você tenha compreendido a importância da suplementação de ômega 3 na gestação.

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.

Até a próxima!

Dr. Domingos Mantelli

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA) no ano de 2002. Possui Especialização / Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA), concluída em 2004
Fechar Menu