Qual o melhor tratamento para a síndrome dos ovários policísticos?

Em nosso cotidiano de consultório, somos muito interrogados sobre qual o melhor tratamento para a síndrome dos ovários policísticos.

As mulheres chegam cheias de dúvidas. As mais comuns são relacionadas à possibilidade de gravidez e também ao tratamento. A maior parte das mulheres são conduzidas a tratar a síndrome com uso de anticoncepcionais.

Mas, será que a pílula é o melhor tratamento para a síndrome dos ovários policísticos? Continue até o final do artigo para saber por que ela é tão recomendada de forma errônea.

A ação do anticoncepcional

Durante muito tempo, os profissionais fizeram do anticoncepcional a grande solução para quem tem síndrome dos ovários policísticos. Porém, a ação do medicamento é limitada a “desligar” os ovários.

Quando você usa o anticoncepcional, seu organismo para de produzir alguns hormônios. É por isso que alguns sintomas da síndrome dos ovários policísticos desaparecem, como a acne, oleosidade de pele e o crescimento de pelos.

Infelizmente, este não é o melhor tratamento para a síndrome dos ovários policísticos. 

Leia também: Um diagnóstico de câncer afeta a fertilidade?

O que está relacionado a síndrome dos ovários policísticos?

O melhor tratamento para a síndrome dos ovários policísticos não é um único medicamento.

O problema pede um tratamento multidisciplinar, em especial pelo fato de estar bastante relacionada à alimentação. Alto consumo de carboidratos e alimentos industrializados é um hábito que pode levar ao desequilíbrio hormonal.

A paciente também pode se beneficiar de alguns suplementos. Quando bem indicados, podem auxiliar no equilíbrio hormonal e no controle dos sintomas.

Por último, também recomendamos que você tenha uma rotina de atividades físicas. É assim que a mulher volta a ter seus hormônios regulados, menstruação em dia e qualidade de vida!

Colocar mais hormônios em seu corpo, em especial hormônios sintéticos, está longe de ser uma boa solução. Embora o anticoncepcional tenha suas indicações, ele não deve ser utilizado de forma indiscriminada.

Sua única função, no contexto dessa síndrome, é mascarar os sintomas. Portanto, procure um especialista e converse com ele. Relate os sintomas com detalhes para que ele te recomende o melhor tratamento para a síndrome dos ovários policísticos.

Eu espero que este artigo seja útil a você. Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para se inscrever no canal do Bebê Genial do Youtube.

Dr. Domingos Mantelli

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA) no ano de 2002. Possui Especialização / Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA), concluída em 2004
Fechar Menu