Os benefícios da ioga na gravidez

Fazer ioga na gravidez oferece muitos benefícios para mãe e filho.

Já sabemos que a gestação é uma fase repleta de ansiedade. É a fase de aguardar o momento do parto, preparar a casa e o coração para uma nova vida e também a mulher segue adaptando seu cotidiano a tantas mudanças vindouras.

Todas essas sensações são consideradas normais. No entanto, o estresse na gestação pode levar a problemas para o pequeno. Diversos estudos relacionam os desgastes emocionais da mãe ao nascimento prematuro, com baixo peso e até a questões do desenvolvimento infantil que são prejudicados.

Se você também passa por isso, continue até o final do artigo. É nesse contexto que os benefícios da ioga na gravidez são ainda mais expressivos.

O estudo

Ao conversar com mulheres que praticam ioga na gravidez ouvimos diversos relatos positivos. Ainda assim, precisamos nos basear em estudos guiados por sérias instituições.

Por isso, queremos falar sobre uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Michigan (EUA).

Eles acompanharam mulheres com sintomas de depressão que encontravam-se entre 12 e 26 semanas de gestação. Elas participaram de sessões de ioga com duração entre 60 e 90 minutos.

Depois desse período, descobriram que os sintomas típicos de depressão diminuíram nessas mães. Uma das autoras do estudo, a dra. Muzik, relatou:

A pesquisa sobre o impacto da yoga mindfulness em mulheres grávidas é limitada, mas encorajadora. Este estudo constrói a base para novas pesquisas sobre como a ioga pode levar a um sentimento positivo e fortalecido em relação à gravidez.

Por que recomendamos a prática de ioga na gravidez?

Fazer ioga na gravidez auxilia a gestante a compreender as mudanças em seu corpo e em sua vida. A atividade contribui para o equilíbrio mental, o que por si só já aliviam muito a ansiedade e o estresse.

Além disso, a gestante que pratica ioga trabalha a flexibilidade corporal e mantém uma boa postura. Essa é uma grande ajuda para quando a barriga cresce e as dores nas costas parecem não ter remédio.

A respiração, estimulada durante a ioga, também ajuda a circulação de sangue pelo corpo, evitando os famosos inchaços das últimas semanas.

Já falamos aqui no blog sobre a atividade física ser uma grande aliada da gestante. Então, se a ioga é a sua atividade preferida, não há motivos para não continuar praticando!

Espero que o artigo seja esclarecedor sobre os benefícios da ioga na gravidez.

Até a próxima!

Dra. Erica Mantelli

Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro. Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.
Fechar Menu